Sábado de Aleluia encerra o Tríduo Pascal e inicia a festa da Páscoa em Ipu

domingo, março 31, 2013

A Semana Santa foi repleta de celebrações para os católicos de todo o mundo. Mas o ponto alto das comemorações acontece com o Tríduo Pascal, que iniciou na última quinta-feira e encerrou neste sábado, dia que antecede a Páscoa.
A Igreja Católica viveu neste Sábado Santo ou Sábado de Aleluia. O encerramento do Tríduo Pascal dá início a maior festa da Igreja, que é a Páscoa. Neste dia, as celebrações lembram o grande momento da Ressurreição do Senhor. “Quando a luz vence as trevas e a Ressurreição vence a Morte”.
Também chamado Sábado de Aleluia, é o dia antes da Páscoa, sendo o último dia da Semana Santa. No sábado à noite, é celebrada a Vigília Pascal, também conhecida como a Missa do Fogo.

Nela o Círio Pascal é aceso, resultando as cinzas. O significado das cinzas é que do pó viemos e para o pó voltaremos, sinal de conversão e de que nada somos sem Deus. Um símbolo da renovação de um ciclo.

A cerimônia começou em frente a Igrejinha do Quadro no centro da cidade de Ipu, onde o pároco Pe. Raimundo Nonato Timbó de Paiva abençoou o fogo novo e acendeu o Círio Pascal, símbolo de Cristo. De lá os católicos saíram em procissão até a Igreja Matriz de onde iniciou a Vigília Pascal, uma celebração que durou cinco horas começando às 00:00h e terminando às 5h do domingo de Páscoa (31/03) e culminou com uma procissão com a imagem do Cristo Ressuscitado em torno da Praça Delmiro Gouveia voltando para a Matriz.

A Igreja dá à luz novos filhos pela fé e pelo Batismo e, após a penitência quaresmal, renova a própria Aliança batismal, para participar mais intensamente da Ceia pascal do Cordeiro imolado e glorioso. Trata-se da celebração da vida renovada em Cristo ressuscitado. Tudo fala de vida e felicidade. As diversas etapas da Vigília fazem com que a vida divina penetre a Comunidade celebrante. A abertura é feita pela celebração da luz, que brota da pedra virgem, simbolizando Jesus Cristo, Luz do mundo. Ela vai dissipando as trevas para iluminar a todos os presentes. Nesta noite, são celebrados os 3 sacramentos da Iniciação Cristã (Batismo, Eucaristia e Crisma), cada um representado por um símbolo de vida, animado pela ação do Espírito Santo. A Água Batismal comemora a ação criadora e libertadora de Deus através da história da Salvação. O Óleo do Crisma simboliza a presença e ação do Espírito Santo na nova criação, inaugurada na vida da Igreja. A Eucaristia, simbolizada pelo pão e o vinho, é a celebração da nova Páscoa de Cristo participada pela Igreja. A vida que nasce no Batismo e é animada pelo Espírito, alimenta-se na mesa do Cordeiro Pascal.
No domingo de Páscoa a primeira missa do dia foi realizada pelo Pe. Airton Liberato e animada pela JMV, onde centenas de fiéis acompanharam a cerimônia de Páscoa que é a maior festa da Igreja Católica. 

 Veja as fotos