Igreja aprova canonização de João Paulo II e João XXIII

sábado, julho 06, 2013
A milagrosa cura do aneurisma cerebral de Floribeth Mora, da Costa Rica, foi apresentada nesta sexta-feira pela Igreja Católica do país como o milagre que determinará à canonização do falecido papa João Paulo II.
A Igreja apresentou a mulher e seu médico depois que o papa Francisco aprovou o milagre, o segundo necessário para canonizar João Paulo II. O Vaticano ainda comunicará a data da canonização, mas especulasse que ela aconteça em 8 de dezembro. Na cerimônia, Mora será responsável por levar algumas das relíquias do papa falecido.
Mora foi diagnosticada com um aneurisma cerebral em abril de 2011. Segundo seus médicos, ela não poderia passar por uma operação porque a área onde ficava o aneurisma era inacessível. Ela então começou a rezar para João Paulo II e no dia da sua beatificação, em 1º de maio daquele ano, ela recebeu um sinal. "Eu estava contemplando uma foto do Santo Padre e ouvi uma voz me dizer: 'levante dessa cama, não tenha medo'. Minha família ficou chocada ao me ver andando pela casa", conta. Exames médicos confirmaram que o aneurisma tinha desaparecido.
O papa Francisco também determinou que o falecido papa João XXIII seja declarado santo, mesmo sem a comprovação de um segundo milagre. Segundo o Vaticano, o pontífice tem o poder para dispensar essa exigência e pode prosseguir com o processo de canonização mesmo com apenas um milagre atribuído à intercessão de João XXIII.
Hoje também foi um dia marcante para o Vaticano por outro motivo: a primeira realização de um evento com dois papas vivos. O papa emérito Bento XVI sentou lado a lado com Francisco para a inauguração de uma estátua nos jardins do pequeno país. Além disso, foi publicada a primeira encíclica de Francisco, que na verdade havia sido iniciada pelo antecessor.
Para o reverendo Thomas Reese, especialista em assuntos do Vaticano, a canonização de João Paulo II e João XXIII ao mesmo tempo foi "um movimento brilhante para unificar a Igreja", já que ambos os papas têm sua linha de seguidores e também de críticos. João XXIII foi papa entre 1958 e 1963, enquanto João Paulo II ocupou o trono de Pedro entre 1978 e 2005. As informações são da Associated Press.
Fonte: Redação O POVO Online