Paróquia Senhora Sant'Ana de Varjota realiza o primeiro congresso Mariano

quarta-feira, maio 18, 2016
A Paróquia Senhora Sant’Ana, através da Legião de Maria, terço dos homens e terço das mulheres, realizou neste sábado, dia 14, um congresso Mariano no Centro de Pastoral Antônio Fernando (CEPAF), que contou com a presença de coordenadores de algumas pastorais e também de alguns devotos de Nossa Senhora.

Para a palestrante Conceição Braz, consagrada da comunidade Shalom: “O congresso Mariano tem como objetivo levar as pessoas a refletirem, a sentirem a presença de Maria mais de perto, pois ela é uma pessoa escolhida por Deus para levar o Salvador ao mundo e se a maior graça, como diz São Luis Maria de Montfort, veio através dela, que é a Salvação, seus filhos precisam também passar por ela para poderem acolher a salvação e levá-la a quem não conhece, pois ela é o exemplo, é o testemunho vivo do que Deus quer para cada um de nós. Ela é a intercessora que antecipa o Milagre na vida dos seus filhos”.

“A partir de um congresso como este as pessoas podem, olhando o exemplo de Maria, se aproximar dela para acolher a graça, uma vez que ela intercede, pedindo ao Espírito Santo a graça de ser como ela, de possuir estes dons carismáticos que ela tem, de escutar a palavra de Deus, de ser obediente, de possuir uma vida de oração, de doação ao outro e o silêncio diante dos mistérios e das próprias fraquezas dos outros”, concluiu a palestrante.

Esta é a primeira vez que a paróquia realiza um congresso em honra à Nossa Senhora, com o intuito de dar fundamentação a devoção mariana, de levar seus devotos a descobrirem a importância dela na história da salvação.

“É ótimo para a comunidade, pois temos que seguir o exemplo de Maria e tentar viver isso. Na sua humildade, pois Maria foi uma pessoa muito humilde, simples, ela foi um exemplo de amor. A partir deste congresso eu levo para minha vida, de uma forma especial, a humildade, pois através disso eu posso começar as demais coisas; silenciar, pois eu sou uma pessoa que fala demais e preciso muito aprender a silenciar. 

Maria guardava tudo em seu coração, nós também devemos aprender este seu exemplo e levar todas essas coisas em nosso cotidiano e que Maria interceda por cada um de nós”, afirmou Maria Elaine de Oliveira, participante do congresso.

Com informações Paróquia de Varjota