Cracóvia: Expostas as relíquias de Santa Maria Madalena

sexta-feira, julho 22, 2016


Cracóvia (RV) - Foram expostas em Cracóvia, Polônia, as relíquias de Santa Maria Madalena, uma das padroeiras dos jovens que participarão da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que terá início na próxima semana.
Os organizadores resolveram inserir o nome da ‘Apóstola dos Apóstolos’ cuja primeira festa se celebra nesta sexta-feira (22/07), por decisão do Papa Francisco.
As relíquias de Santa Maria Madalena, provenientes da Diocese de Fréjus-Toulon, sul da França, foram escoltadas por voluntários dominicanos ao centro histórico da cidade polonesa, onde foram depositadas na Igreja de São Casimiro, confiada aos frades franciscanos.
Venerada como “testemunha da misericórdia”, Maria Madalena não é a única santa cujas relíquias serão expostas para a veneração dos jovens em Cracóvia. Não faltarão as relíquias dos padroeiros oficiais da 31ª Jornada Mundial da Juventude: Santa Faustina Kowalska e São João Paulo II, e as de São Maximiliano Maria Kolbe, mártir de Auschwitz.
Da Itália, também para esta edição da JMJ, foram enviadas as relíquias do Beato Piergiorgio Frassati que estão na Polônia desde a metade de julho e foram levadas em peregrinação a várias dioceses. No próximo sábado (23/07), são esperadas na sede da JMJ para serem acolhidas no mosteiro dominicano situado na rua Stolarskiej.
“Piergiorgio era um jovem que entendeu o que significa ter um coração misericordioso, sensível aos pobres. Ele lhes dava muito mais do que coisas materiais; dava si mesmo, dedicava tempo, palavras e capacidade de ouvir. Servia os pobres com discrição, nunca se mostrando”, escreveu o Papa Francisco, em setembro, na mensagem tradicional de convite à JMJ. 
Um jovem que morreu apenas com 24 anos, a ser proposto como modelo para outros jovens do mundo que estão chegando à Polônia dos cinco continentes. (MJ)
http://br.radiovaticana.va