Papa Francisco e a contribuição da Igreja na América Latina

quinta-feira, janeiro 05, 2017

Cidade do Vaticano (RV) - Amigo ouvinte, o quadro “O Brasil na Missão Continental” tem trazido nestes dias a participação do bispo da Diocese de Garanhuns, Dom Paulo Jackson Nóbrega de Souza, que com sua contribuição muito tem enriquecido este espaço de formação e aprofundamento.

“Cada Papa que passa deixa um contributo impressionante (...), cada um deixa uma marca importante (...), mas, ao mesmo tempo, obviamente, cada Papa tem também a sua originalidade”: são considerações do bispo desta Igreja particular do agreste meridional de Pernambuco acerca do Pontificado do Papa Francisco, ao tratar da contribuição da Igreja na América Latina para a Igreja no mundo inteiro.
Com o primeiro Sucessor de Pedro filho da América Latina temos “um Papa que esteve e está acostumado a compreender a realidade de pobreza, e mais do que pobreza, de desigualdade social presente no mundo”, afirma Dom Paulo, observando que “uma coisa importante é não fazermos uma hermenêutica de ruptura do Pontificado do Papa Francisco.
O bispo da Garanhuns afirma ainda que a originalidade do primeiro Papa oriundo desta porção do continente americano precisa ser compreendida como uma contribuição específica fruto de um processo de maturação da teologia e da eclesiologia elaboradas na América Latina. Vamos ouvir (ouça clicando acima).