Camilo pede ao Papa Francisco a beatificação de padre Cícero

quinta-feira, novembro 23, 2017
governador do Ceará, Camilo Santana, se encontrou nesta quarta-feira (22) com o Papa Francisco, no Vaticano, e reforçou o pedido para beatificar padre Cícero, considerado santo popular no interior cearense. 

O governador aproveitou viajou à Roma para discutir a possibilidade de parcerias entre o Ceará e a Itália em diversas áreas.

“Foi um momento muito importante e de muita emoção. Disse ao papa Francisco que éramos muito gratos pela reconciliação de padre Cícero com a Igreja, que só aconteceu graças a ele. O papa, inclusive, disse que está estudando a beatificação do padre de forma muito positiva”, afirmou o governador.
Na ocasião, Camilo Santana pediu bênçãos para o Ceará e entregou as imagens de Cristo e do padre Cícero ao Papa.
“Pedimos muita luz para que o nosso Ceará pudesse enfrentar o momento de dificuldade diante de seis anos de seca e para que a gente tenha cada vez mais forças para trabalhar e dar mais oportunidade aos pobres. Fiz questão de dizer ao papa Francisco que ele é uma inspiração, exemplo de humildade e de como cuidar dos mais necessitados”, disse o governador.


Reconciliação


O Vaticano atendeu em 2015 ao pedido do bispo Dom Fernando Panico e reconciliou o padre Cícero Romão Batista com a igreja católica. Com a reconciliação, não há mais fatores impeditivos para que o "santo popular" do interior do interior do Ceará seja reabilitado, beatificado ou canonizado, segundo o chanceler da diocese do Crato, Armando Lopes Rafael.

Padre Cícero morreu sem conciliação com a igreja católico após o caso conhecido como "milagre da hóstia", no final do século XX. Segundo a crença popular, a hóstia dada por padre Cícero virou sangue na boca de uma beata. Segundo o bispo Dom Joaquim, o "santo popular", interpretou de forma equivocada a teologia e Bíblia.

Matéria G1 Ceará