Bispo de Sobral emite comunicado para o combate ao Coronavírus (COVID-19)

sábado, março 14, 2020
Na manhã desta sexta-feira (13/03) o nosso Bispo Diocesano, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos emitiu um comunicado ao povo de Deus, convidando todos as empenhar-se no combate a disseminação do Coronavírus (COVID-19), uma ameaça à saúde e a vida.
Diante das constante notícias relacionadas a esse vírus – já presente em território nacional – a Diocese de Sobral e Paróquia de Alcântaras recomendam, além das orientações básicas de higiene aconselhadas pelo Ministério da Saúde, algumas medidas provisórias de precaução a serem adotadas durante as celebrações, em pleno acordo com as normais litúrgicas vigentes, devido à grande concentração de pessoas nos nossos templos. Ei-las:
1. Durante as missas, na oração do Pai-Nosso, ao invés de segurar as mãos dos que estão ao lado, seja cultivado, com mais intensidade o compromisso com a fraterna comunhão; (Recuperando a tradição cristã mais antiga, estabelece-se que os fiéis durante a recitação do Pai-Nosso podem levantar as mãos para o céu, como faz o sacerdote que preside a celebração, evitando o ato de dar-se às mãos ao fiel que esteja ao seu lado)
2. Em vez do Abraço da Paz ou do Aperto de Mão, buscar fortalecer os sentimentos de fraternidade em relação ao próximo; (O rito da paz é composto de uma parte obrigatório e outra facultativa. A obrigatória é a Oração do Sacerdote – e somente dele – pedindo a Paz e a facultativa quando os fiéis exprimem uns aos outros a comunhão eclesial e caridade mútua. De modo que se prevê que tal gesto não se levará ao fim adequado por circunstâncias concretas, ou se retém pedagogicamente não realizá-lo em determinadas ocasiões. Portanto, pode-se omitir e deve ser omitido)
3. A Sagrada Comunhão seja dada na mão, tendo em vista que o vírus tem sido transmitido não só através do contato físico, mas também pela saliva. (Todo fiel tem o direito de escolher se deseja receber a Eucaristia na mão ou na boca, mas nessa ocasião específica, orienta-se que a Sagrada Comunhão seja recebida apenas na mão.